Home Mail Cadastre-se Contato
Os filhos não perguntam mais

Há um período na vida dos filhos que denominamos a fase das perguntas. Por quê? Indaga a criança. Ela quer saber o porquê das coisas. É uma fase difícil para alguns pais. Rica para outros que a aproveitam para transmitir verdades e valores que nortearão a vida dos filhos. Além de gerar bom relacionamento entre pais e filhos, que durará por toda a existência. Não basta responder. É preciso responder com sabedoria. A criança não se deixa levar com facilidade pela mentira e falsidade dos adultos. Ela sabe discernir com precisão quando a resposta não condiz com a verdade procurada. Após algumas mentiras dos adultos, especialmente dos pais, a criança não mais pergunta. Ela se recolhe ao mutismo ou busca em outras fontes respostas para suas perguntas.

Isto ocorre, com mais precisão na adolescência, quando as respostas dos amiguinhos pesam mais do que as respostas dos pais. Estes reclamam do mutismo dos filhos. Embora sejam eles, os pais, os responsáveis por tal proceder. Não conseguiram alimentar o canal de comunicação honesta com os filhos. Tantos foram os ruídos na comunicação. Tantos os exemplos negativos, que não há como corrigir ou reatar o grau de confiabilidade. Mantém-se aparente normalidade, mas com distância necessária ao não comprometimento. Os prejuízos são incalculáveis para ambos. Pais e filhos.

Sabendo da curiosidade infantil, a Bíblia exara normas claras de como responder aos filhos. Como usar a curiosidade para transmitir valores eternos. Como encaminhá-las a ver a beleza das realizações divinas na vida dos pais. A criança passa pelas experiências vividas pelos pais no seu caminhar com Deus. Seu filho vai perguntar, diz Deus. A resposta que você vai oferecer argumenta o Senhor, terá como foco o que Eu fiz em sua vida.

Em Êxodo 13:14 Deus formula a resposta para o sacrifício dos primogênitos dos animais. Que é isto? Perguntará o filho: “Dir-lhe-ás: O Senhor nos tirou com mão forte do Egito, da casa da servidão”.

Ao repetir os mandamentos e as leis que funcionariam na terra prometida, Moisés diz ao povo: “Quando teu filho perguntar: Quais são os testemunhos, estatutos e juízos que o Senhor nos ordenou... então dirás aos teus filhos...” Deuteronômio 6:20-21. Segue-se o relato dos atos maravilhosos de Deus na experiência do povo.

Após erguer um monumento com pedras tiradas do leito do Jordão, Deus recomenda a Josué qual a resposta a ser dada. “Quando no futuro, vossos filhos perguntarem a seus pais: Que significam essas pedras. Dirás: O Senhor fez secar as águas do Jordão e ...” Josué 4:6 e 20-23.

A criança que ouve os pais dizerem que o Deus que é cultuado e adorado no lar, faz maravilhas, desejará tê-lO como seu Deus. As perguntas brotam do ambiente do lar. Dos valores que norteiam a família. Da vida dos pais.

Quais perguntas seus filhos fazem? Algumas adolescentes perguntam à mãe ou a avó, como foi o final do último capítulo da novela imoral, adorada e seguida por ambas no lar. Os filhos indagam do pai quem fez o gol do time favorito do lar. Ninguém pergunta sobre oração respondida. Sobre qual livro da Bíblia instruiu o culto doméstico do dia anterior, quando o filho estava fora. Não há perguntas sobre dízimos. Os filhos nunca viram os pais dizimando. Não sabem o que é isto. Não há como perguntar. Desconhecem o Amor e o respeito no relacionamento dos pais. Logo não sabem perguntar sobre o que fazer para construir um lar cristão. Como conseguir um namorado, noivo e futuro esposo seguindo os padrões bíblicos. A lição não foi ministrada. O aluno não consegue formular a pergunta, pois desconhece o conteúdo da matéria. Não basta desejar um bom “partido” para os filhos. É preciso ensiná-los como consegui-lo na prática do dia-a-dia, o que significa ser um bom partido.

A dependência do Senhor se revela na mensagem que as pedras removidas do leito do rio da vida transmitem. “Meus filhos, Deus agiu assim no passado. Dirigiu as nossas vidas. Abençoou o nosso lar. Sustentou-nos nos momentos de crises. Libertou-nos da escravidão do pecado. Eu e sua mãe somos testemunhas das maravilhas do amor de Cristo. Deus deseja continuar realizando o mesmo em sua vida. Pois você é bênção a nós concedida pelo Senhor”. Qual filho resistiria ao apelo dos pais para servir a Jesus? Nenhum.

Quais perguntas seus filhos tem formulado? Elas revelam o grau e o tipo de vida cristã existente no seu lar. Pergunte a seus filhos por que eles não fazem perguntas. As perguntas são necessárias para mensurar a saúde da sua família. Portanto necessárias.

Pr. Julio Oliveira Sanches

20/03/10